Dino, o mascote d'O Muro

quinta-feira, 17 de junho de 2010

SEXO A QUATRO

Pagou uma prostituta para acompanhá-lo a uma dessas boates frequentadas apenas por casais liberais, afeitos ao swing. Para todos os efeitos, aquela puta era sua companheira, parceira de longa data.
Assim feito, em poucos minutos conheceram outro casal, com o qual acertaram um quarto onde passaram a noite numa orgia a quatro.
As duas prostitutas fingiram muito bem.
.
[gORj]

3 comentários:

Angela disse...

Não entendi! isto é um conto?
fingiram o que?

Anônimo disse...

O mote do texto é o seguinte: o cara paga uma prostituta para que ela finja ser sua namorada, pois o swing é uma prática sexual voltada prioritariamente a casais, digamos, de sólido relacionamento. Com isso ele pretende trocar de parceira, isto é, dar uma profissional do sexo por uma diletante. Ocorre que outro sujeito também arquitetara o mesmo tipo de troca. Daí que ambos pensam estar transando como uma amadora sexual, quando na verdade não passam de prostitutas. É isso. Lamento ter que chegar ao ponto de explicar o miniconto. Sinal de que eu não soube realizá-lo a contento.
Abraços.
W.G.

EPSS disse...

W.G
Muito bem escrito, infelizmente a interpretação da Angela não chegou sacou de imediato a ideia!
EPSS from Cabo Verde!