Dino, o mascote d'O Muro

sábado, 26 de junho de 2010

O SOM DA VIDA

Clique p/ ampliar

2 comentários:

Angela disse...

bonito! muito bonito!
Pena que as vezes não são só guizos, mas espetos!

SCARPEL disse...

Belo poema Gorj, cheio de ritmo e com uma excelente metáfora. E lê-lo em voz alta o torna ainda mais belo, por conta da repetição fonética.