Dino, o mascote d'O Muro

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

PODERIA

ter sido diferente, mas não foi. Desiludida, resolveu acabar com a vida. Foi até a farmácia para ver se comprava algum veneno. Mas o balconista tinha olhos verdes e era solteiro. Olharam-se, riram um para o outro, ela perguntou se não tinha aspirina. Marcaram encontro para aquela mesma noite.

.
José Eduardo Degrazia
Contista e poeta. Autor de A Terra Sem Males (amostra acima), O Atleta Recordista , A Orelha do Bugre e OS leões selvagens de Tanganica.

Um comentário:

Angela disse...

Lindinho! Quintana e Degrazia esvasiaram a impressão doentia...ufa!