Dino, o mascote d'O Muro

sexta-feira, 26 de outubro de 2007

ANJOS QUE BRINCAM COM NUVENS

Não se fala em outra coisa nas redondezas daquele lugarejo tão distante no sertão, onde o sol queima infernal. Inexplicavelmente, o tempo começou a ficar nublado ali, somente ali, naquele lugar. Já fazia alguns dias que o fenômeno acontecia. Era como se uma nuvem negra e suja tivesse estacionado sobre eles. No mesmo período, a menina mais alegre do povoado também adoeceu. Não brincava mais. Seu brinquedo havia desaparecido. Procura daqui, procura de lá. Enfim, encontraram no mato escondido. Com as mãos na água da bacia, ela voltou a brincar de pegar o céu. O dia clareou de novo . Ela ficou conhecida como a menina que lavava as nuvens.

Fernando de Sá é um dos três nanocontistas que integraram o livro de bolso Pagando Micros.

Um comentário:

Angela disse...

Bonito! belíssima idéia mas estou achando tudo meio poluído, com palavras excessivas!

Que coisa chata, eu sei, mas me sinto assim e é como percebo estes contos.