Dino, o mascote d'O Muro

domingo, 14 de outubro de 2007

FUTURO



O amanhã nasceu nebuloso, friorento e ríspido. Mais uma vez saí de casa aflorando os nervos, cerrando os dentes, sabendo de tudo que iria acontecer.

Escritor. Autor de Os opostos se distraem, ed. Atrito Art.

Um comentário:

Angela disse...

Bom conto! Pobre personagem...