Dino, o mascote d'O Muro

terça-feira, 17 de agosto de 2010

DESBOTADA

A empregada, desatenta, trocou de balde e regou a roseira com água sanitária.
Por sorte, a planta não morreu.
Resistiu, mas não impunemente. Durante uma semana suas rosas floresceram descoradas.

.
{gORj}

Um comentário:

Angela disse...

Pobre plantinha!
como tudo tem seu ganho, acabou ganhando um conto e, quem sabe, foi criada uma nova espécie rosaclorada!