Dino, o mascote d'O Muro

quarta-feira, 9 de maio de 2012

IDÍLIO NOTURNO


Fazia tanto calor que a Lua desceu ao lago para se banhar.
Assim que a viu, o sapo se apaixonou. Afobado, pulou na água a seu encontro. A superfície agitou-se: a imagem da Lua se desfez.
Dentro do lago, olhos arregalados, o sapo mirou o céu.
Lá estava ela, a fujona.

[gORj]

Um comentário: