Dino, o mascote d'O Muro

domingo, 6 de maio de 2012

ENTRAVES




Trazia tatuado nas coxas o nome daqueles que a fizeram feliz. Na coxa direita, cinco nomes; na trave esquerda, idem. Um time quase completo. Esperava pelo 11º homem. Aquele que, como um goleiro, a agarraria com as duas mãos, e a levaria para longe, bem longe dali.

[gORj]


2 comentários:

Danita disse...

Será que a fizeram feliz?
Gostei do Blog.
www.pingodeprosa.com

Angela disse...

Bonito isto, dá pra pensar na bola segura...