Dino, o mascote d'O Muro

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

VIAGENS


Quando criança queria ser ASTRONAUTA.
Chegando à adolescência, conheceu uma companhia de teatro, por meio da qual sonhava se consagrar ASTRO de cinema.
Abandonou o palco. Quisera BRILHAR, mas só lhe davam papeis apagados.
Na música haveria de ter mais êxito. Tantos alcançavam um sucesso METEÓRICO, por que não ele?
Por muitos anos investiu no sonho de se transformar em ESTRELA do rock.
Infelizmente, a carreira de pop STAR não DECOLOU.
Cansado de viver no mundo da LUA, resolveu firmar os pés no chão e tirar sua vida do BURACO NEGRO em que se metera.
Fase NEBULOSA. Encarou cada trabalho, cada RABO-DE-FOGUETE.
Ao fim das contas, estabilizou-se em um emprego decente.
Nada de EXORBITANTE. Hoje é motorista da viação COMETA.
.
gORj

2 comentários:

Angela disse...

Gostei muito, vc é um brincador de palavras! Aprecio estes contos que tem um pouquinho mais de charla, que mostram um pouco mais, sem despir de todo.

mural do ajosan disse...

Concordo com a Angela, Wilson, você é um brincador de palavras; tem muita, mas muita criatividade; parabéns!!