Dino, o mascote d'O Muro

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

IMPUNE




A lei da favela impunha-se com dureza: ladrão que rouba a comunidade leva tiro na mão. Ao reincidente, punição maior. A bala cuspida na testa.
Mas toda vez que o tráfico trocava balas com a polícia, os moradores da comunidade sentiam-se roubados em bens muito mais valiosos: a liberdade de ir e vir, a paz e, não raro, a própria vida.
Esses roubos ninguém punia.

.

gORj

Um comentário:

Angela disse...

E o roubo dos que não lhes dão água, esgoto, saneamento básico?
São lesados por todo o lado!