Dino, o mascote d'O Muro

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

SOUVENIR


Toda vez que iam ao motel, na hora do banho compartilhavam o mesmo sabonete. Quando partiam, ele sempre fazia questão de levar consigo o que não fora usado.
Tantos anos juntos, aqueles souvenires do sexo acumulavam-se em sua casa.
“Um dia darei serventia a esses sabonetes”, prometia a ela, “e lhe farei uma bela surpresa”.
O namoro, porém, terminou antes.
Dias depois, a ex-namorada recebe uma caixa embrulhada à presente. Trêmulas, as mãos abrem o pacote.
Estão todos ali. Não falta um CD emprestado.
Ela jamais soube o que foi feito dos sabonetes.
.
[wgorj]

Um comentário:

Angela disse...

Já conhecia e gosto muito embora fique, também, imaginando quantos banhos aconteceram...