Dino, o mascote d'O Muro

domingo, 4 de abril de 2010

REVELAÇÃO


Trancou-se no laboratório da escola e, motivado pela revista pornográfica, ejaculou sob a lente do microscópio. Curioso, pôs-se a observar no líquido seminal a multidão de criaturinhas que nadavam afoitamente. Admirou-se. Todas vieram dele. Pensamento óbvio, do qual adveio outro: na verdade, os espermatozóides eram ele. Sim, todos eram ele, multiplicado aos milhões.
Daí lhe veio a revelação. “Talvez Deus nos veja assim”, pensou. “Somos Ele. Todos nós. Ele, multiplicado aos bilhões.”
.
[gORj]

Um comentário:

wilson gorj disse...

Este gerou debate. Confiram aqui:
http://cafemargoso.blogspot.com/2010/04/tertulia-dos-mentirosos-98.html