Dino, o mascote d'O Muro

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

MICROCONTOS


ZELOSO GUARDADOR
Confiavam demais na proteção do Anjo da Guarda.
Infelizmente, naquele dia, o anjo estava de folga.
O filho, então, foi fazer-lhe companhia.


CORTES
Cortou as despesas, mas não consegui quitar as dívidas. Resultado: cortaram-lhe o crédito. Depois, vieram cortar a água e a eletricidade.
No escuro do banheiro foi a sua vez de cortar os pulsos.


MANDADO
Demitido e traído, embebedou-se. Na sarjeta, consolava-se: "
Cá estou eu, sem mulher e sem patrão. Pelo menos, não terei mais ninguém para mandar em mim."
Foi então que apareceu o guarda. E o mandou circular.

[wgorj]

2 comentários:

Lidi disse...

Excelentes. Todos. Mas adorei, principalmente, CORTES. Bem intenso, cortante. Abraço.

Angela disse...

Sabe que não dou a mínima para isto, mas fiquei curiosa porque dividiu em microcontos e nanocontos, o que seria pelos critérios do povo que conta, outras categorias! :D

Bem, estes minis, estão ótimos, como a Lidi, preferi o CORTES!