Dino, o mascote d'O Muro

quinta-feira, 5 de junho de 2008

RUMO AO DESCONHECIDO

A ânsia de conhecer lugares novos levara-o a percorrer o mundo todo. Não havia canto do planeta onde um dia não estivera.
Envelhecido, finalmente fixara-se em sua cidadezinha natal.
Ali, entediava-se, quando uma forasteira a cavalo o abordou:
– Há um lugar que você ainda não conhece. Que vir comigo?
Não pensou duas vezes. Montou na garupa e com ela partiu.
Na pressa, nem percebeu que seu corpo ficava para trás.

[W.G.] Outros mais.

Imagem by John Collier.

2 comentários:

Rosa disse...

Wilson!!
Passei apenas prá dizer que adoro as coisas que escreve. Sou autora de um conto no Entrelinhas e seu microconto foi um dos que mais gostei. Parabéns!!
Abraços!

wilson gorj disse...

Rosa,

Pelo seu texto e pelos de outros colegas, entre as páginas do Entrelinhas posso dizer que estou em boa companhia.

Apareça sempre. O Muro é pichado com constância.