Dino, o mascote d'O Muro

terça-feira, 10 de junho de 2008

10EMPREGADOS

Indo ao cais, despiu-se e mergulhou.
Enquanto se afogava, a visão do seu uniforme a salvo revelou-lhe a estupidez do seu gesto. “Câimbras, deduzirão”.
E sua morte voluntária não passaria de mera fatalidade.

[W.G.]
Leia os outros 9

2 comentários:

Angela disse...

Já não me lembrava de todos, tão bons!
Os minis ainda tem esta vantagem. São rápidos, a gente pode esquecer e ler tudo, de novo, como na primeira vez!
Isto é coisa de apaixonados, não acha? Conhece alguém que escreva minis e não seja apaixonado por eles?

wilson gorj disse...

Obrigado, Angela.

Tem razão: a vantagem do esquecimento é que nos ajuda a ver as coisas como se fosse da primeira vez.

Gosto desse casamento da imagem com o texto. No caso deste, o tipo de traço e pintura entrosou muito bem. Um livro com mínis e pinturas assim seria, para mim, o livro de minicontos ideal.

Abraços.