Dino, o mascote d'O Muro

domingo, 18 de novembro de 2007

RECANTO nº 07

3 comentários:

Angela disse...

O tema 'sexo' baixou no terreiro!
Bem, o trocadilho Nietzscheano está muito bom!

Rynaldo Papoy disse...

Adorei os contos. Minha primeira mulher também só gozava no dedinho [não por culpa minha]...

Abraço!

Angela disse...

É tão engraçada esta questão masculina da potência X impotência, da culpa em lugar da responsabilidade!
Como mulher, terapeuta e pessoa antiga, ou velha, como quiserem,posso dizer que o maior problema não é culpa nem potência sexual mas ignorância do corpo e das questões femininas e impotência da sensibilidade masculina frente ao que dá prazer às mulheres!
Este assunto dá pano pra manga e sai do assunto pricipal: microcontos!desculpa Wilson!