Dino, o mascote d'O Muro

segunda-feira, 11 de julho de 2011

CIGARROS

Fumava duas carteiras de cigarros por dia. Morreu beirando os 95 anos. Ataque cardíaco.
O filho, que fumava apenas um maço diário, faleceu aos 46. Enfisema pulmonar.
Aos 23 anos foi a vez do neto. Que morreu num acidente de carro, enquanto fumava seu primeiro cigarro. De maconha.

gORj

3 comentários:

Angela disse...

Muito bom, Wilson!
Como tudo é relativo...

Mas fico feliz por ter parado meus cigarros, eram 4 ou 5 maços ao dia.
Se for na medida de seu personagem vou ter um ataque cardíaco aos 190, será? :D

Evilanne disse...

Boa trama essa! Adorei os entrelaces.

mural do ajosan disse...

Nossa, amigo, quanta criatividade; parabéns. Ótimo este.