Dino, o mascote d'O Muro

sábado, 4 de setembro de 2010

A VERDADE DO SER


De todos escondia que era poeta. Da família, além de poeta, escondia que era gay. Da namorada, além de poeta e gay, escondia que era pobre.
Já era tempo de acabar com a farsa. De modo que declamou em praça pública seu melhor poema, e depois, em casa, assumiu-se tal como era. Por fim, foi ao encontro da namorada, a quem contou toda a verdade.
Ela, no entanto, não se importou. Sempre sonhara em ter um namorado poeta.
.
{gORj}

Um comentário:

Angela disse...

que gente feliz!