Dino, o mascote d'O Muro

sexta-feira, 11 de julho de 2008

CALHAMBAQUE!


O carro era vermelho e as curvas, de Santos.
“Por favor, pare agora!”, gritou a jovem guarda, tentando alertá-lo para a cratera na pista.
O motorista não escutou.
Dentro do carro, a canção do Roberto tocava mais alto.
[w.G.]+2

Um comentário:

Angela disse...

muito bom! Você é mestre em trocadilhos e jogos de palavras!