Dino, o mascote d'O Muro

domingo, 13 de janeiro de 2008

A VERDADE NA MATA

Quebrando o tédio, disse um dos caçadores: “Você quer apostar como eu saio e dentro de dez minutos volto com um tigre morto?” Disse o outro caçador, blasé: “Bobagem: no Brasil não tem tigre”. “Isso você leu nos livros”, respondeu o primeiro. “E verifiquei na prática”, tornou o segundo. “Pois eu vou sair e voltar com um tigre para desmoralizar a sua teoria e a sua prática”, disse o primeiro caçador. “Vale quinhentas pratas?”. O outro caçador disse que valia e o primeiro saiu carregando seu rifle. O outro ficou fumando cachimbo. Daí a dez minutos um tigrão enorme meteu a cabeça na porta da tenda e gritou, com seu vozeirão: “Hei velho, você deve quinhentas pratas à viúva do outro”.

MORAL: NÃO ADIANTA NADA GANHAR CERTAS APOSTAS.

Millôr Fernandes
Do livro Fábulas Fabulosas.


Um comentário:

Angela disse...

Amigo, você está com pouco tempo e está, como todos nós, cometendo êrrinhos de digitação. Neste texto eu vi dois Mete, com um R a mais e Tenda: ficou tenha.
Engraçado Millor tem coisas geniais e outras muito bobinhas!