Dino, o mascote d'O Muro

domingo, 13 de janeiro de 2008

DESPOJOS DE GUERRA

_________________________________________________O Andarilho Noturno - Munch

O pai de Karin foi preso bem no dia 7 de maio de 1945. Ela tinha 6 meses. Os soviéticos queriam a forra de Lenigrado sem vergonha e o mandaram pra Sos’va. Ninguém soube o que fez, a ponto de envergar todas as unhas para sempre. No dia em que ele voltou, dez anos depois, com os últimos prisioneiros que Adenauer foi buscar em Moscou, a mãe de Karin tinha ido drenar pântanos perto de Oth-Marschen. Quando Karin viu aquele homem parado na porta, foi logo oferecendo um prato de comida, pois era o certo de fazer com estranhos na época.

(Hamburgo - Alemanha - 1998)

Fernando Bonassi
Do livro Passaporte.

Um comentário:

Angela disse...

Já li contos melhores do autor. Este me pareceu confuso e com palavras desnecessárias - o que é aquele "foi preso BEM no dia"
Óbvio e sem impacto algum.