Dino, o mascote d'O Muro

domingo, 4 de dezembro de 2011

MICROCONTOS DE DEZEMBRO

DA MUDEZ AO BERRO
Plantei uma muda de roseira. Com a chegada da Primavera, a roseira deixou de ser muda: suas rosas exibiam um vermelho berrante.
*
COM SISO
Só escrevia textos de uma linha. Todos os dias, uma linha. Quando se deu conta, havia costurado um romance.
*
INDISTINTA
No diário, anota: "O vestido custou uma nota".
Mesmo assim, ninguém a nota.
*
LA STRADA
Sua alegria era movida a álcool. Bebeu demais. Na estrada, uma depressão. Perdeu o controle. Capotou. Alegria estraçalhada. O coma e a recuperação. Entrou para o A.A. De lá saiu com uma nova alegria. Alegria sóbria, movida tão-somente pela vida.
*
MAIS UMA HISTÓRIA DE AMOR
Amavam-se. Tinham as mãos dadas ao presente, os três: ele, ela e a felicidade. Traçavam planos para o futuro. Tudo corria bem, até que o Destino...
Não. Dessa vez, não. Deixemos os dois em paz. Que ao menos eles sejam felizes para sempre.


* * *

[gORj]

5 comentários:

Gisa disse...

Gosto da tua arte.
Um grande bj

Pedra do Sertão disse...

Nossa! Li de uma vez!

Abraço

Angela disse...

Fico feliz quando o muro tem novidades. Gosto desta leveza...

W.G. disse...

Colegas,

Grato pelos comentários.

Boas festas.
Abraços.
W.G.

Lidi disse...

Gorj, bom Natal pra ti.
Abraço.