Dino, o mascote d'O Muro

domingo, 4 de dezembro de 2011

CADERNO DE DESENHO


A manhã abre o céu.

Na página azul,
algumas nuvens esboçadas.

Um pássaro risca o ar.

No alto, asas de grafite
desenham amplos círculos.

E há o Sol
traçando contornos
de luz e sombra
em todas as coisas.

[gORj]

Um comentário:

Lúcio Mauro Dias disse...

Isso faz a mente pensar que poesia nunca vai ter como rima a escassez.
Abçs

Lúcio Mauro Dias