Dino, o mascote d'O Muro

terça-feira, 20 de maio de 2008

HISTÓRIAS DE NASRUDIN

PERCEBE O QUE QUERO DIZER?
Nasrudin esparramava punhados de migalhas em volta de sua casa.
"O que você está fazendo?", alguém perguntou.
"Afugentando os tigres."
"Mas por aqui não há tigres!"
"Viu só como funciona?!"
_______________ *

PSICOLOGIA
Mullá Nasrudin procurou um psiquiatra.
"Meu problema é que não consigo me lembrar de nada", disse.
"Quando é que isso começou?", perguntou o médico.
"Isso o quê?", respondeu Nasrudin.
______________________*
Nasrudin foi empossado como juiz. Durante seu primeiro caso, o reclamante argumentou com tanta persuasão, que Nasrudin exclamou:
- Acho que você tem razão!
O funcionário do tribunal rogou-lhe para que se contivesse, pois o acusado ainda não havia sido ouvido.
Nasrudin, então, ficou tão envolvido pela eloquência do acusado, que exclamou assim que o homem terminara de expor suas evidências:
- Acho que você tem razão!
O funcionário chega ao lado de Nasrudin e fala:
- Excelência, não podes fazer isto. Tens que escolher quem está certo e quem está errado.
E Nasrudin, virando-se para o funcionário, sentencia:
- É, acho que você tem razão.

__________________ *

Do livro Histórias de Nasrudin. Edições Dervish.
Ouça essas e outras histórias aqui.

Um comentário:

Angela disse...

Essas são histórias fantásticas e, podemos pensa´-las como minicontos de Nasrudin, há tanto tempo... será mesmo que a concisão e a sabedoria andam pelo mesmo caminho?